Japão incentivará construções resistentes a terremotos

O governo do Japão elaborou uma proposta que exige que os operadores de instalações públicas, como estações ferroviárias e hospitais, reforcem as suas construções para suportar fortes terremotos. O governo reduziria os impostos de propriedade para as empresas que tomassem as medidas necessária para cumprir as regras, informou o Nikkei.

AE, Agência Estado

21 de agosto de 2013 | 03h40

O projeto será apresentado durante uma reunião executiva da Comissão de Pesquisa do Partido Liberal Democrático no sistema tributário.

A proposta inclui que as operadoras ferroviárias terão que melhorar a resistência aos terremoto de pelos menos 30 instalações. Além disso, as empresas ferroviárias seriam obrigadas a elaborar planos de reforço ao longo dos próximos cinco anos, precisariam desenvolver a renovação de estações que atendem a mais de 10.000 passageiros por dia e promover a construção de viadutos sobre as linhas que carregam muitos passageiros.

Os operadores de grandes edifícios públicos, como hospitais, hotéis e pousadas também poderiam ter a isenção fiscal se tomassem medidas para reforçar as construções contra grandes terremotos. Aqueles que não cumprirem as regras no período determinado estarão sujeitos a penalidades, como o aumento dos impostos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
japãoterremoto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.