Japão instalará mísseis em resposta à Coreia do Norte

O Japão está determinado a instalar mísseis terra-ar no centro de Tóquio, em prontidão contra o possível lançamento de foguete de longo alcance pela Coreia do Norte, disse o ministro da Defesa japonês, Naoki Tanaka, nesta segunda-feira.

Agência Estado

26 de março de 2012 | 03h44

Além da instalação de uma bateria antimísseis na capital densamente povoada, haverá também instalações de baterias antimísseis na cadeia de ilhas ao sul de Okinawa, disse Tanaka aos legisladores.

"Estamos trabalhando para instalar o míssil Patriot na área metropolitana de Tóquio, como precaução", disse Tanaka aos membros da câmara alta, referindo-se ao PAC-3, sistema de defesa com mísseis terra-ar.

"Também nos preparamos para implementar o Patriot nas ilhas Nansei (sudoeste), incluindo Okinawa", frisou o ministro. A Coreia do Norte anunciou que vai lançar um foguete em meados de abril a fim de colocar um satélite em órbita, um movimento que EUA, Coreia do Sul e outras nações veem como pretexto para um teste com míssil de longo alcance, que são proibidos pela ONU. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
JapãoCoreia do Nortefoguete

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.