Japão investiga sistema monitoramento de aviões

As equipes de investigação dos Estados Unidos e do Japão interromperam as análises sobre o fabricante de baterias dos Boeings 787 e mudaram de foco para examinar a produtora do sistema de monitoramento. O oficial do Ministério de Transportes do Japão, Shigeru Takano, afirmou nesta segunda-feira que a investigação sobre a empresa de baterias GS Yuasa acabou por enquanto, uma vez que não foram encontradas evidências sobre a fonte dos problemas.

AE, Agência Estado

28 de janeiro de 2013 | 08h13

Takano, afirmou que irá inspecionar a Kanto Instrument hoje, como parte da investigação em curso. A empresa produz o sistema que monitora a voltagem, a carga e a temperatura das baterias. "Nós estamos analisando os fabricantes de peças", afirmou Takano, acrescentando que a empresa não está sob nenhuma investigação especial. "Nós estamos estudando as possibilidades".

Tudo o que sabemos sobre:
JapãoBoeingEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.