Japão isola área com nível fatal de radiação em Fukushima

Empresa gestora da usina afetada por tsunami detectou índices elevados de radioatividade

Agência Estado

02 de agosto de 2011 | 16h50

Técnico mede níveis de radiação em Fukushima

 

TÓQUIO - A operadora do complexo nuclear de Fukushima, no leste do Japão, isolou nesta terça-feira, 2, uma área onde foram detectados níveis potencialmente mortíferos de radiação. A companhia elétrica Tepco informou que a radiação superou a marca de 10 sieverts por hora em duas áreas próximas de um duto de ventilação entre dois reatores da usina de Fukushima Dai-ichi.

 

Junichi Matsumoto, porta-voz da Tepco, disse que o nível registrado seria mortífero se uma pessoa se expusesse à radiação sem roupas de proteção mesmo que por poucos segundos. De acordo com a Tepco, a área foi isolada e não há informações sobre vítimas.

 

A companhia elétrica japonesa informou ainda que o nível de radiação não parecia estar aumentando e não havia sinais de vazamento de radioatividade.

 

A Tepco especula que o combustível nuclear que derreteu no reator número 1 de Fukushima logo no início da crise pode ter ficado retido no duto de ventilação. O complexo nuclear foi destruído pelo terremoto seguido de tsunami de 11 de março deste ano. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.