Japão liberta capitão de barco chinês

O Japão libertou hoje, às 15 horas locais (3 da manhã em Brasília), o capitão de um barco pesqueiro chinês, Zhang Quixiong, de 41 anos, detido há 17 dias após seu barco de pesca colidir com duas embarcações da Guarda Costeira japonesa em águas disputadas pelos dois países, próximo a algumas ilhas no Mar da China Oriental.

Agência Estado

24 de setembro de 2010 | 03h45

As duas nações "brigam" pelas ilhas por elas possivelmente possuírem boas reservas de petróleo. O pequeno arquipélago, chamado de Senkaku, pelos japoneses, e de Diaoyu, pelos chineses, é controlado pelo Japão, mas reivindicado por Pequim. As informações são da agência japonesa "Kyodo".

A extensão do período de detenção do capitão, preso no dia 7, havia deixado o primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, furioso, a ponto de Pequim cortar relações ministeriais com Tóquio e de impor, ontem, retaliações comerciais. A liberação de Quixiong deverá acalmar a crise diplomática que se criou entre as duas nações, a mais grave desde 2006.

Tudo o que sabemos sobre:
capitãopesqueiroChinaJapão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.