Japão manda deportar o ex-campeão de xadrez Bob Fischer

O Ministério da Justiça do Japão emitiu uma ordem de deportação contra o ex-campeão mundial de xadrez Bob Fischer, depois de rejeitar um pedido apresentado pelo enxadrista americano, para que fosse considerado refugiado político. Fischer, detido em 13 de julho, quando tentou entrar no Japão com um passaporte americano com validade vencida, recorreu imediatamente da decisão. Seus advogados disseram que ele não será deportado. O enxadrista é procurado pela justiça dos Estados Unidos por ter violado sanções internacionais impostas à ex-Iugoslávia em 1992, quando disputou uma partida no país. O Ministério da Justiça não informou detalhes sobre os prazos para a deportação de Fischer, mas o funcionário ministerial Hideharu Maruyama disse ser possível que Fischer realmente venha a ser enviado de volta aos EUA, algo que os advogados do enxadrista negam. "Conseguimos deter no ato a movimentação para deportar Bobby de imediato, sem o devido processo", disse John Bosnitch, assessor de Fischer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.