Japão ordena inspeção de túneis, após desabamento que matou 9

Idade de passagem subterrânea e condições de sustentação do teto são apontadas como prováveis causas do desastre

TÓQUIO, O Estado de S.Paulo

04 de dezembro de 2012 | 02h02

O governo do Japão determinou ontem a inspeção imediata de todos os túneis do país, um dia após um desabamento em um deles, em uma estrada a cerca de 80 quilômetros a oeste de Tóquio, na região de Yamanashi, deixar nove mortos.

"Suspeitamos que a idade (do túnel, construído em 1977) é uma das primeiras causas possíveis (para o desabamento)", declarou à France Presse um funcionário da Central Nippon Expressway Company (Nexco), concessionária responsável pela administração da Rodovia de Chou, onde ocorreu o desastre.

Estima-se que 270 blocos de concreto, cada um com cerca de 1,5 tonelada, tenham despencado do teto do Túnel Sasago, que tem 4,7 quilômetros de extensão, em um trecho de até 60 metros da passagem subterrânea.

"Neste momento, acreditamos que ganchos do topo tenham se soltado", afirmou Motohiro Takamisawa, chefe de segurança da Nexco. Ao todo, 49 túneis serão inspecionados em todo o Japão, além do Sasago. Outras construções que utilizam o mesmo tipo de blocos de concreto também serão fiscalizadas.

"O primeiro-ministro (Yoshihiko Noda) ordenou ao Ministério dos Transporte que aplique os máximos esforços para resgatar e investigar rapidamente as causas do acidente e para estabelecer medidas para prevenir acidentes semelhantes, além de providenciar um serviço de assistência para cuidar das vítimas", disse o secretário da chefia de gabinete do premiê, Osamu Fujimura. Em 1996, o desabamento de um túnel em Hokkaido deixou 20 mortos. / AFP e REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.