Japão: Parlamento aprova protesto contra Coreia do Sul

A Câmara Baixa do Parlamento do Japão aprovou nesta sexta-feira uma resolução que denuncia as recentes ações da Coreia do Sul em uma disputa territorial com Tóquio. A decisão ocorre um dia após o primeiro-ministro japonês, Yoshihiko Noda, afirmar que Seul havia "perdido a sensatez" ao tentar devolver uma carta de protesto que ele havia escrito para o presidente Lee Myung-bak. O líder sul-coreano visitou, no início do mês, ilhas disputadas pelas duas nações. Os coreanos chamam as ilhas de Dokdo, enquanto no Japão elas são conhecidas como Ilhas Takeshima.

Agência Estado

24 de agosto de 2012 | 01h49

A resolução da Câmara nipônica também condena comentários de Lee Myung-bak sobre o imperador japonês considerados ofensivos, feitos durante a visita às ilhas. "Eu novamente exijo um pedido de desculpas e uma retratação", disse Noda ao Parlamento após a aprovação da resolução, referindo-se as observações sobre o imperador. A Câmara Baixa do Japão votou, ainda, uma resolução separada protestando contra a aterrissagem de ativistas de Hong Kong em um outro conjunto de ilhas em disputa. (Dow Jones)

Tudo o que sabemos sobre:
JapãoCoreia do Sulilhas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.