Japão pede à Coreia do Norte que não use manobras como desculpa para reagir

Porta-voz japonês transmitiu alerta ao país diante da iminente realização de manobras militares da Coreia do Sul

Efe,

20 de dezembro de 2010 | 02h43

O Governo japonês pediu nesta segunda-feira à Coreia do Norte que não utilize as manobras militares previstas pela Coreia do Sul como uma desculpa para possíveis "provocações", informou a agência local Kyodo.

 

O ministro porta-voz, Yoshito Sengoku, explicou que o primeiro-ministro do Japão, Naoto Kan, ordenou a seu Governo que esteja alerta perante o temor de um confronto na península coreana, devido à iminente realização de manobras militares da Coreia do Sul perto da fronteira marítima com a Coreia do Norte.

 

"O Governo japonês pede com firmeza à Coreia do Norte que não tome medidas de provocação utilizando esses exercícios militares como desculpa", disse Sengoku.

 

Ao mesmo tempo, o ministro porta-voz do Japão falou que este país vai continuar trabalhando com a Coreia do Sul, Estados Unidos e outros países envolvidos no Conselho de Segurança da ONU para enviar uma "mensagem firme" ao regime de Kim Jongil.

Tudo o que sabemos sobre:
Coreia do NorteCoreia do SulJapão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.