Japão prepara-se para substituir embaixador na China

O governo do Japão iniciou os preparativos para substituir seu embaixador na China, informa o jornal japonês Nikkei em sua edição de segunda-feira.

RICARDO GOZZI, Agência Estado

19 de agosto de 2012 | 16h33

O atual embaixador japonês em Pequim é Uichiro Niwa. Ele assumiu o posto em junho de 2010. Ex-presidente da Itochu Corp, ele foi a primeira pessoa do setor privado a servir como embaixador japonês na China no pós-guerra.

Quando Niwa foi indicado, a decisão foi considerada um sinal dos esforços do primeiro-ministro Naoto Kan para reduzir a influência política de burocratas. Mas as relações bilaterais logo começaram a se deteriorar e a indicação passou a ser criticada.

A intenção de Tóquio é substituí-lo já em outubro, segundo o Nikkei. Segundo o jornal, Niwa deverá deixar Pequim depois das cerimônias para marcar os 40 anos da normalização das relações entre Tóquio e Pequim, marcadas para 29 de setembro.

A saída de Niwa deve coincidir com uma reforma programada nas fileiras do Ministério das Relações Exteriores para coincidir com o fim da atual legislatura.

O jornal Nikkei cita o atual vice-chanceler japonês, Shinichi Nishimiya, como um dos principais candidatos para a sucessão de Niwa. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
JapãoChinadiplomacia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.