Japão pretende injetar US$ 73 bilhões na economia

Este pacote compreenderá ajudas a pequenas e médias empresas, assim como iniciativas de economia de energia e assistência financeira para as indústrias afetadas pelo aumento do preço do combustível

EFE

24 de agosto de 2008 | 04h06

O Governo do Japão pretende introduzir um pacote de medidas para estimular a economia do país com uma injeção de 8 trilhões de ienes (US$ 73,32 bilhões). Este pacote compreenderá ajudas a pequenas e médias empresas, assim como iniciativas de economia de energia e assistência financeira para as indústrias afetadas pelo aumento do preço do combustível, como a pesca e a agricultura. Além disso, haverá medidas para melhorar o cuidado médico aos idosos e para estimular o emprego. O plano prevê também o aumento dos esforços diplomáticos para assegurar o fornecimento de recursos naturais para estabilizar a economia japonesa, prejudicada pelo aumento do preço do petróleo. O Ministério das Finanças pretende utilizar parte do orçamento do ano fiscal corrente para criar este pacote. O projeto foi apresentado ao primeiro-ministro, Yasuo Fukuda, e a outros membros do Governo pelo titular de Economia e Política Fiscal, Kaor Yosano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.