Japão protesta duramente contra exercícios militares russos em ilhas disputadas

O Japão protestou com veemência nesta quarta-feira contra um exercício militar russo em ilhas do Pacífico que também são reivindicadas pelos japoneses e tem causado tensão nas relações entre os dois países desde o fim da Segunda Guerra Mundial.

ELAINE LIES, REUTERS

13 de agosto de 2014 | 09h44

Os exercícios nas ilhas disputadas representam um golpe contra os esforços do primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, de aproximação com a Rússia, rica em recursos, e de manutenção de um canal de diálogo aberto, apesar da crise na Ucrânia.

A Rússia assumiu o controle das ilhas das mãos do Japão nos últimos dias da Segunda Guerra Mundial e uma disputa pelo território tem impedido os países vizinhos de assinarem um tratado de paz formal.

As ilhas são conhecidas com Kuriles do Sul na Rússia e Territórios do Norte no Japão.

"A condução desse tipo de exercícios nos Territórios do Norte é totalmente inaceitável", disse Abe a jornalistas.

O Japão protocolou um "forte protesto" na embaixada russa em Tóquio, disse o Ministério das Relações Exteriores japonês em comunicado, afirmando que os exercícios são "extremamente lamentáveis".

O Japão já havia expressado indignação logo no início dos exercícios militares, mas reiterou sua objeção nesta quarta-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
JAPAORUSSIADIP*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.