Japão quer cortar sua contribuição para a ONU

O Japão, segundo maior financiador da Organização das Nações Unidas, que reduzir suas contribuições para o organismo internacional, disse um representante da missão japonesa na ONU. Espera-se que Tóquio gaste US$ 1,24 bilhão com as Nações Unidas no próximo ano fiscal, que começa em abril. A soma representa quase 20% do orçamento da organização. O único país que contribui mais do que o Japão é os Estados Unidos.Um alto funcionário do Ministério das Finanças japonês disse à agência Kyodo News que a redução, da ordem dos milhões de dólares, reflete a necessidade de austeridade fiscal perante a redução na arrecadação de impostos e nos investimentos no Japão. Os cortes teriam início previsto para 2006. Analistas dizem que o Japão pode estar fazendo pressão por uma vaga permanente no Conselho de Segurança.Os pagamentos feitos pelos países à ONU refletem suas posições na economia mundial. O Japão, que responde por cerca de 14% do PIB global, paga 19% do orçamento das Nações Unidas. Os Estados Unidos, com 30% do PIB, responde por 22% - segundo as regras da organização, nenhum país pode arcar com mais de 25% das despesas da ONU.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.