Japão realiza primeiras execuções em nove meses

O Japão enforcou hoje dois sentenciados à morte por assassinatos, nas primeiras execuções realizadas em cerca de nove meses no país, informou o Ministério da Justiça. O governo japonês não costuma informar nomes nem detalhes das execuções. Mas, segundo a agência de notícias Kyodo, os dois executados foram Tatsuya Tamoto, de 36 anos, e Yoshiteru Hamada, de 51. Tamoto foi sentenciado à morte pelo seqüestro seguido de morte de uma colega estudante e Hamada por ter assassinado uma família de três pessoas. Grupos de direitos humanos criticaram as execuções e o segredo do governo em torno delas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.