Japão tem caso de gripe sem que infectado viajasse

Quatro pessoas de um grupo de estudantes e professores estão infectadas

16 de maio de 2009 | 01h59

O Ministério da Saúde japonês confirmou neste sábado o primeiro caso de gripe suína no Japão que se produz em uma pessoa que não viajou ao estrangeiro, segundo informou a agência local de notícias "Kyodo".

 

O afetado, um estudante procedente de Kobe (centro do Japão) de 17 anos, é um dos três jovens desta cidade - dois meninos e uma menina -, cujos testes deram positivo, sem que nenhum deles tivesse viajado ao estrangeiro, segundo as autoridades japonesas.

 

Após ter realizado análise em um laboratório local, o Ministério da Saúde está à espera da confirmação do Instituto Nacional de Doenças Infecciosas de se os outros dois casos são também novos casos da gripe suína.

 

Além do caso recém confirmado, o Japão conta com outras quatro pessoas afetadas pela nova gripe dentro de um grupo de estudantes e professores que retornaram de uma viagem ao Canadá, e que foram detectadas durante os exames médicos realizados no aeroporto de Tóquio-Narita.

 

O Japão é um dos quatro países da Ásia, junto com Coreia do Sul, China e Tailândia, que confirma casos da nova gripe que causou 73 mortes em quatro países, se estendeu por 38 países e infectou cerca de 8,4 mil pessoas, segundo os últimos dados oficiais recolhido pela "Kyodo".

 

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados.

Tudo o que sabemos sobre:
GRIPE SUÍNA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.