Japão/BoJ: país enfrenta desafio de acabar com deflação

O presidente do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês), Masaaki Shirakawa, disse que a economia japonesa enfrenta um desafio extremamente importante de acabar com a deflação o mais rápido possível e voltar para um caminho de crescimento sustentável com estabilidade de preços.

Agência Estado

14 de janeiro de 2013 | 23h25

"O BoJ irá prosseguir com a agressiva flexibilização de forma contínua, por meio da combinação de taxas de juros praticamente zero e um aumento constante no seu programa de compra de ativos", afirmou Shirakawa, na abertura da reunião trimestral de gerentes do banco central.

O dirigente do banco central do Japão também disse que a economia doméstica deverá se manter fraca por um tempo, à medida que as exportações e a produção diminuíram por causa da desaceleração econômica global.

O conselho monetário do BoJ tem reunião nos dias 21 e 22 de janeiro, quando novas medidas de flexibilização devem ser anunciadas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
JapãoBoJShirakawadeflação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.