Japonês de 70 anos é o mais velho a chegar ao topo do Everest

Um ex-esquiador profissional de 70 anos do Japão tornou-se ontem a pessoa mais velha a escalar o Monte Everest, e uma equipe de militares indianos e nepaleses alcançou o topo pela rota original usada por EdmundHillary meio século atrás. Mais de uma dezena de outros alpinistas alcançaram nesta quinta-feira acúpula para celebrar o 50º aniversário, na próxima semana, daprimeira conquista da montanha mais alta do mundo peloneozelandês Hillary e seu guia nepalês Tenzing Norgay - e maisestavam a caminho. Yuichiro Miura, acompanhado por seu filho de 33 anos, por umcinegrafista japonês e por seis guias sherpas (como são chamados os habitantes da região próxima ao Himalaia), alcançou o picode 8.850 metros depois de uma escalada de nove horas a partir doacampamento número 5, a 8.450 metros, na vertente sudeste damontanha, informou seu escritório em Tóquio. Miura quebrou o recorde anterior estabelecido por outrojaponês, Tomiyasu Ishikawa, que tinha 65 anos quando alcançou opico em maio do ano passado. "O que era puro sonho, subindo passo a passo, tornou-serealidade e consegui alcançar o topo do monte mais alto da terra- o Everest", relatou Miura num comunicado por seu telefonecelular. Miura, natural da cidade nortista japonesa de Aomori, começousua carreira de esquiador em 1962 e foi aclamado oito anosdepois ao tornar-se a primeira pessoa a descer de esqui o MonteEverest, a partir de uma altitude de 8.050 metros. Desde então,ele repetiu a façanha nos picos mais altos dos setecontinentes. Mais de 1.200 alpinistas alcançaram o topo do Everest nosúltimos 50 anos, e pelo menos 175 morreram na tentativa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.