Japonês é seqüestrado no Afeganistão

Kazuya Ito tem 31 anos e trabalha na ONG Peshawar-Kai, perto de Jalalabad, no leste do país

Efe,

26 de agosto de 2008 | 04h10

Um japonês que trabalha na ONG Peshawar-Kai no Afeganistão foi seqüestrado nesta terça-feira, 26, perto de Jalalabad, no leste do país, segundo informou este organismo ao Ministério de Assuntos Exteriores japonês. O seqüestrado, 31 anos, se chama Kazuya Ito e provém da província de Shizuoka no centro do país. Por enquanto não houve nenhum pedido de resgate e a organização Peshawar-Kai informou que não pôde colocar-se em contato com Ito através de seu telefone celular. O Ministério de Assuntos Exteriores japonês criou já um escritório na Embaixada japonesa em Cabul e outra em Tóquio para coordenar a gestão da informação sobre este seqüestro. Segundo a site de Peshawar-Kai, esta organização foi criada em 1983 para apoiar as atividades de Tetsu Nakamura, um médico que administra ajuda médica e dirige várias clínicas no Paquistão e Afeganistão.

Tudo o que sabemos sobre:
Afeganistãoseqüestro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.