Japonês que matou irmãs e mãe é condenado à morte

Um tribunal de Osaka, no oeste do Japão, condenou nesta quarta-feira à pena capital um homem de 23 anos que assassinou a facadas suas duas irmãs e que, quando era menor de idade, havia matado a sua mãe com um taco de beisebol, informaram fontes jurídicas.Em novembro do ano passado, Yukio Yamaji apunhalou suas irmãs Asuka, de 27 anos, e Chihiro, de 19, para roubar ¥5 mil (US$ 42). Antes de fugir, ele queimou o apartamento onde elas viviam, segundo fontes citadas pela agência de notícias Kyodo.O juiz afirmou que a crueldade dos crimes faz pouco provável uma reabilitação. Ele afirmou que o réu estava "possuído pelo desejo de assassinar" e considerou "inevitável a condenação à pena capital".Yamaji tinha saído de um reformatório em outubro de 2003. Ele foi internado após assassinar a sua mãe com um taco de beisebol, em julho de 2000.Após matar suas irmãs, Yamaji declarou à Polícia que "não podia esquecer" a sensação experimentada quando matou a sua mãe e afirmou que "queria voltar a ver sangue humano", segundo Kyodo.O jovem foi declarado mentalmente apto. A defesa tinha pedido prisão perpétua, argumentando que Yamaji passaria o resto de sua vida expiando sua culpa, segundo as mesmas fontes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.