Japonesa é reconhecida como a mulher mais velha do mundo

Um senhora japonesa de 114 anos, filha de comerciantes de quimonos, os tradicionais trajes do Japão, foi reconhecida como a mulher mais velha do mundo. Misao Okawa afirmou nesta quarta-feira que ela está "muito feliz" em receber o reconhecimento e o certificado do Guinness World Records.

AE, Agência Estado

27 de fevereiro de 2013 | 10h46

Perguntada sobre o segredo de sua longevidade, a senhora disse que era "cuidar da saúde".

O reconhecimento do Guinness foi um belo presente para Okawa, que comemorará seu 115º aniversário na próxima semana. De acordo com o Instituto de Pesquisa Gerontológica, que verifica as informações de idade para o Guinness World Records, afirmou que ela nasceu em cinco de março de 1898.

Okawa vive em uma casa de repouso em Osaka.

Jiroemon Kimura, a pessoa mais velha do mundo, segundo o Guinness, tem 115 anos e também mora no Japão. O país tem o maior número de centenários no mundo, com mais de 51 mil pessoas que já passaram da marca dos 100 anos. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
JapãoGuinness

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.