Japonesa morre depois de chegar ao topo do Everest

Uma montanhista japonesa morreu durante a descida do Monte Everest, depois de ter alcançado o topo da montanha mais alta do mundo. Shoko Ota, de 63 anos, chegou ao pico com um guia e um segundo montanhista nesta quinta-feira, informa a Adventure Guides Co., empresa baseada em Tóquio. Ota ficou paralisada e perdeu a consciência durante a descida, cerca de 350 metros abaixo do pico da montanha de 8.850 metros.O líder do grupo, Kenji Kondo, confirmou que Ota havia parado de respirar e perdido o pulso. Kondo, de 41 anos, que é presidente da Adventure Guides, comunicou a morte por telefone via satélite. Os demais membros da expedição gozam de boa saúde, diz a empresa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.