Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Japoneses pedem saída de fuzileiros navais dos EUA

A Câmara de Chatan, na ilha japonesa de Okinawa, aprovou hoje duas resoluções, por unanimidade, que pedem a retirada imediata de todos os fuzileiros navais norte-americanos e a exoneração do comandante das forças dos EUA na região, tenente-general Earl Hailston.Chatan, uma cidade de 25.000 habitantes, foi palco de vários ataques incendiários no mês passado que a polícia local suspeita tenham sido cometidos por fuzileiros navais. Os ânimos no município esquentaram depois que os comandantes norte-americanos, que são responsáveis pela base militar dos EUA na ilha, se negaram a liberar os suspeitos para a justiça.Com a votação de hoje, a primeira deste tipo no Japão, a assembléia de Chatan uniu-se ao clamor da população que pede a saída de Hailston, que supostamente teria criticado o governo de Okinawa. Na semana passada, o militar emitiu um pedido de desculpas depois que um jornal local afirmou que ele teria chamado políticos de "malucos" em um e-mail.A ilha de Okinawa, localizada a cerca de 1.600 quilômetros a sudoeste de Tóquio, abriga metade dos 47.000 soldados norte-americanos presentes no Japão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.