Japoneses protestam contra ativação de reatores

Milhares de manifestantes reuniram-se nesta sexta-feira no lado de fora do gabinete do primeiro-ministro do Japão, Yoshihiko Noda, para protestar contra reativação de dois reatores nucleares, prevista para o fim de semana.

AE, Agência Estado

29 de junho de 2012 | 12h50

Pelo menos 10 mil pessoas tomaram a rua e bloquearam o tráfego em frente ao escritório do primeiro-ministro. Os manifestante carregavam faixas com dizeres antinucleares e gritavam slogans como "Não à reativação!". O governo de Noda aprovou recentemente a reinício dos trabalhos dos reatores, localizados no oeste do Japão.

Um deles, o reator Ohi 3, vai ser ligado pela primeira vez desde que o tsunami ocorrido na ano passado desencadeou o colapso da usina de Fukushima. Todos os 50 reatores do país estão fechados para manutenção ou verificações de segurança. O governo tem pressionado pela reabertura, para evitar falta de energia durante o verão. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Japãoprotestousina nuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.