Japoneses protestam contra visita de presidente chinês

Milhares de manifestantes carregando bandeiras japonesas e repetindo slogans antichineses marcharam hoje em Yokohama, Japão, em protesto contra a visita do presidente chinês, Hu Jintao, que está no país para o Fórum de Cooperação Econômica da Ásia e do Pacífico (Apec).

AE, Agência Estado

13 de novembro de 2010 | 17h02

Segundo os organizadores da marcha, que transcorreu sob forte esquema de segurança, o protesto contou com cerca de 4 mil manifestantes. A polícia não divulgou uma estimativa oficial do número de manifestantes.

As relações entre os dois países se deterioraram recentemente, após uma colisão de barcos perto de um disputado conjunto de cinco pequenas ilhas, conhecidas como Senkaku, no Japão, e Diaoyu, na China.

As ilhas, que ficam entre a ilha de Okinawa, no extremo sul japonês, e Taiwan, ficam numa área rica em pesca. Desabitadas, elas são controladas por Tóquio mas reivindicadas por Pequim, e geralmente são ocupadas por nacionalistas dos dois lados.

A disputa também gerou manifestações antijaponeses na China e ataques contra estabelecimentos comerciais de japoneses no país.

As relações diplomáticas entre os dois países continuam estremecidas. Após a colisão de barcos, ocorrida em 7 de setembro, Pequim suspendeu as relações de nível ministerial com o Japão, e não se sabe ao certo se um encontro marcado para hoje entre Hu e o primeiro-ministro japonês, Naoto Kan, chegou a ocorrer. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
DiplomaciaJapãoChinamanifestação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.