Jatos paquistaneses matam 26 membros do Taleban em Orakzai

Região é considerada reduto dos insurgentes; esconderijos também foram destruídos no ataque

Reuters

30 de março de 2010 | 08h44

ORAKZAI - Aviões de guerra paquistaneses bombardearam posições estratégicas do Taleban na região tribal de Orakzai, noroeste do Paquistão, nesta terça-feira, 29, em uma operação que matou 26 militantes e destruiu alguns esconderijos, disse um porta-voz do governo do Paquistão.

O representante do governo na região, Asghar Khan, disse que a aeronave realizou ataques em diversas partes de Orakzai. Segundo ele,  26 militantes do Taleban foram mortos no bombardeio.

O Exército paquistanês aumentou recentemente as operações contra militantes em Orakzai. Autoridades de segurança disseram que as forças mataram mais de 100 militantes em confrontos na semana passada, mas não houve verificação independente desses dados.

 

Orakzai é uma região semi-autônoma usada anteriormente como refúgio pelo chefe taleban paquistanês, Hakimullah Mehsud, supostamente morto por um ataque aéreo dos EUA em janeiro. Os insurgentes, que buscam derrubar o governo do impopular presidente Asif Ali Zardari, buscam esconderijos na área.

A ação paquistanesa contra militantes ao longo da fronteira afegã é vista como crucial para os esforços dos EUA de trazer estabilidade ao Afeganistão, particularmente no momento em que Washington envia mais tropas para combater a violenta insurgência Taleban antes da progressiva retirada que se inicia em 2011.

Os dois aliados prometeram aumentar a cooperação no combate aos militantes durante dois dias de diálogos em Washington na semana passada, com os EUA prometendo acelerar os já atrasados pagamentos militares.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.