Jaua afirma que Maduro será presidente interino

O ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Elías Jaua, disse que o vice-presidente Nicolás Maduro deverá ser o presidente interino após a morte de Hugo Chávez. Jaua também afirmou que as eleições serão convocadas no prazo de 30 dias.

AE, Agência Estado

05 de março de 2013 | 23h43

Falando à rede de televisão Telesur, o ministro afirmou que Maduro será o candidato do partido do governo socialista. "Está claramente estabelecido o que vai acontecer. Agora temos uma ausência permanente e o vice-presidente da República, assumirá o cargo de presidente e convocará eleições dentro dos próximos 30 dias", disse Jaua.

"Estas são as ordens que o comandante presidente Hugo Chávez nos deu no dia 8 de dezembro e pediu a nós, bolivarianos e revolucionários venezuelanos, para que acompanhássemos Nicolás Maduro nesta tarefa."

Algumas horas mais cedo, o parlamentar aliado do governo Fernando Soto Rojas disse à rede Telesur que o presidente da Assembleia Nacional, Diosdado Cabello, deveria assumir o posto de presidente interino do país.

Os agentes do governo não estabeleceram um plano claro sobre a transição de poder e as declarações contraditórias de Jaua e Rojas aumenta a incerteza no país.

A constituição da Venezuela alega que o vice-presidente deve assumir como líder interino, enquanto novas eleições são realizadas. Mas Chávez nunca tomou posse formalmente em seu último mandato, e alguns analistas disseram que o Cabello deve ocupar o cargo.

A Suprema Corte permitiu que Chávez começasse seu novo mandato em 10 de janeiro, enquanto ele ainda estava em Cuba recebendo tratamento contra o câncer, e disse que ele poderia ser formalmente empossado em uma data posterior, não especificada.

Em comentários televisionados de terça-feira, Luisa Estella Morales, presidente da Supremo Tribunal, não abordou o processo de transição de poder, mas pediu ao país que mantivesse a fé nas instituições do governo.

Antes de sair para sua última viagem a Cuba em dezembro, Chávez havia escolhido Maduro como seu sucessor. Maduro é amplamente esperado para concorrer contra o líder da oposição Henrique Capriles, que perdeu para Chávez na última campanha presidencial, em outubro. As informações são da Dow Jones e da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
VenezuelaHugo ChávezMadurointerino

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.