Natacha Pisarenko / AP
Natacha Pisarenko / AP

Jeanine Áñez anuncia que será candidata nas eleições da Bolívia

Presidente interina também divulgou união de seu partido com forças próximas do ex-presidente Carlos Mesa

Redação, O Estado de S.Paulo

24 de janeiro de 2020 | 22h45

LA PAZ - A senadora Jeanine Áñez, que preside a Bolívia interinamente desde a renúncia de Evo Morales, anunciou nesta sexta-feira, 24, que será candidata nas eleições do próximo dia 3 de maio. Áñez anunciou também a união de seu partido com forças que se aliaram ao ex-presidente Carlos Mesa no pleito anulado de outubro.

"Quero me dirigir às famílias bolivianas para anunciar que tomei a decisão de me apresentar como candidata nas eleições", declarou Áñez a vários de seus seguidores em La Paz, capital da Bolívia. 

Na última terça-feira, quando uma possível candidatura começou a ser ventilada por aliados, Áñez disse que não entraria na briga eleitoral e que tinha cumprido seu papel ao convocar as eleições que serão realizadas daqui três meses.

Até então pouco conhecida nacional e internacionalmente, Áñez se autoproclamou presidente da Bolívia no dia 12 de novembro do último ano, dois dias após a renúncia de Evo Morales. A advogada de 52 anos era a segunda vice-presidente do Senado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.