Jeb Bush apoia Romney em disputa republicana

Ex-governador da Flórida quer união conservadora em torno do pré-candidato mais moderado do partido para enfrentar Obama

DENISE CHRISPIM MARIN, CORRESPONDENTE / WASHINGTON, O Estado de S.Paulo

22 de março de 2012 | 03h06

O republicano Jeb Bush, ex-governador da Flórida, anunciou ontem seu apoio à candidatura do conservador moderado Mitt Romney para as eleições presidenciais de novembro. Jeb Bush preferiu não revelar sua escolha na primária em seu berço político, no final de janeiro. No partido, ele é apontado como possível candidato à Casa Branca em 2016, seguindo os passos de seu pai e de seu irmão mais velho.

"As primárias ocorreram em 34 Estados e, agora, é a hora dos republicanos se unirem em torno do ex-governador Romney e de levarem nossa mensagem de conservadorismo fiscal e de criação de empregos a todos os eleitores nesse outono. Eu estou endossando Mitt Romney para a nomeação do nosso partido", afirmou, em comunicado.

Jeb não é o primeiro de sua família a apoiar Romney. George H. W. Bush, seu pai e presidente dos EUA entre 1989 e 1993, já havia apontado Romney como seu favorito. O mesmo fez sua mãe, Barbara Bush, que gravou mensagens de apoio ao candidato, enviadas por telefone aos eleitores antes de cada primária. O ex-presidente George W. Bush (2001-2008), irmão de Jeb, ainda não se posicionou.

O anúncio de Jeb foi feito depois da vitória de Romney na primária de Illinois, onde obteve 46,7% dos votos - 11,7 pontos porcentuais na frente do ultraconservador Rick Santorum. Na disputa pela indicação republicana para a eleição de novembro, Romney está na dianteira. Conquistou 563 delegados para a convenção do partido, com vitórias em 21 Estados e territórios. Santorum venceu em 9 primárias e conta com 263 delegados. Para ser indicado, o candidato precisa conquistar 1.144 delegados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.