JK Rowling faz doação contra independência da Escócia

A criadora da série Harry Potter, J.K. Rowling, entrou no mundo da política nesta quarta-feira ao anunciar a doação de 1 milhão de libras esterlinas (US$ 1,68 milhão) para a campanha contra a independência da Escócia.

AE, Agência Estado

11 de junho de 2014 | 11h42

Em 18 de setembro, os escoceses vão às urnas para decidir se vão abandonar os 300 anos de união com a Inglaterra e se tornar um país independente.

Rowling, que mora em Edimburgo, capital da Escócia, disse que ela havia decidido apoiar a permanência da Escócia no Reino Unido depois de avaliar que "enquanto a independência pode dar oportunidade aos escoceses, ela também acarreta sérios riscos".

"Quanto mais eu escuto a campanha pelo sim, mais em me preocupo com a sua minimização e até mesmo com a sua negação de riscos", escreveu ela em seu site.

Em sua declaração, Rowling destacou que estava particularmente preocupada com o impacto sobre a economia e os investimentos em saúde na Escócia caso o território se torne independente.

A campanha anti-independência tem nome "Better Together" (algo como Melhores Juntos, na tradução literal) e segundo as pesquisas de opinião está um pouco à frente dos grupos que são a favor da separação.

No entanto, a campanha pró-separação tem mais fôlego e o apoio de empresas e celebridades, como o ator Sean Connery. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EscóciaIndependênciaHarry Potter

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.