Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Joachim Gauck é eleito novo presidente da Alemanha

Joachim Gauck, pastor luterano de 72 anos e ex-ativista pró-democracia da Alemanha Oriental, foi eleito presidente da Alemanha, informou hoje a Convenção Federal do país. Gauck, conhecido defensor dos direitos civis e da liberdade individual, foi eleito por uma ampla maioria de 991 votos em 1.228 pela Convenção Federal - uma combinação de parlamentares e representantes de 16 Estados. A eleição termina com o drama político que quase dividiu a coalizão de centro-direita da chanceler Angela Merkel.

PAULA MOURA, Agência Estado

18 de março de 2012 | 11h08

Ele se tornou o 11º presidente da República Federal da Alemanha desde a fundação do país após a Segunda Guerra Mundial. Gauck substitui Christian Wulff, que renunciou, e vai assumir o cargo no dia 23 deste mês.

Wulff renunciou em fevereiro após 20 meses no cargo em meio a acusações de que recebeu favores quando era governador da Baixa Saxônia, posto que ocupou antes de se tornar presidente. Wulff foi o segundo presidente a renunciar em menos de dois anos, após a renúncia de Horst Koehler em 2010. Tanto Wulff quanto Kohler haviam sido indicados por Merkel.

O principal partido da oposição, Social Democratas, e o Verde, escolheram Gauck como seu candidato em 2010. Embora fosse muito popular entre os alemães, Merkel o rejeitou e apoiou seu candidato, Wulff, que ganhou por pouco no final da votação. Em março, Merkel tentou novamente impedir a candidatura de Gauck, principalmente por causa da oposição dos conservadores em seu partido, a União Democrata Cristã (CDU). Mas um partido minoritário de sua coalizão, o Democratas Livres, se alinhou com a oposição e apoiou Gauck, quase causando uma divisão irreversível. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
AlemanhapresidenteJoachim Gauck

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.