João Paulo II empossa 30 novos cardeais

O papa João Paulo II elevou nesta terça-feira 30 novos cardeais de 22 países, garantindo uma significativa representação mundial no colégio que escolherá o próximo papa. Um dos novos cardeais é o arcebispo do Rio de Janeiro, dom Eusébio Oscar Scheid. Com as novas nomeações o pontífice amplia a diversidade dos cardeais. Dois países - Sudão e Gana - passam a ter seus primeiros representantes no colégio. Todos os nomeados ajoelharam-se diante do papa para receber os chapéus vermelhos. Em seu discurso, João Paulo II tocou na questão da diversidade. ?Enriquecido por novos membros, o Colégio de Cardeais, refletindo ainda mais a multiplicidade de raças e culturas que caracteriza o povo cristão, dá nova prova da unidade de cada parte do rebanho de Cristo?, diz o texto preparado pelo papa.João Paulo II não leu o nome dos novos cardeais, nem colocou pessoalmente os chapéus vermelhos na cabeça de todos os nomeados. Ele também não leu o discurso. Nas poucas preces que pronunciou, as palavras saíram com dificuldade - um sintoma do mal de Parkinson, doença que aflige o papa.

Agencia Estado,

21 de outubro de 2003 | 14h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.