Mary Schwalm/Reuters
Mary Schwalm/Reuters

Joe Biden mostra apoio pela primeira vez ao impeachment de Trump

Pré-candidato democrata está no centro do caso que levou à abertura de uma investigação contra o presidente dos EUA

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de outubro de 2019 | 17h55

WASHINGTON - O ex vice-presidente dos Estados Unidos e favorito para enfrentar Donald Trump nas eleições presidenciais de 2020, Joe Biden, se manifestou nesta quarta-feira, 9, a favor do processo de impeachment contra Trump. Segundo Biden, o presidente americano “traiu” o País e violou seu juramento.

“Para proteger nossa Constituição, nossa democracia, nossos princípios fundamentais, (Trump) deve ser objeto de um processo de destituição”, disse o vice de Barack Obama durante um comício, que tem sido acusado reiteradamente por Trump por corrupção.

Biden ainda acrescentou que Trump “pisoteia na Constituição e não podemos deixá-lo escapar com isso”. Para o democrata, Trump “não vê limites aos seus poderes”. Ele publicoou um vídeo de seu discurso em sua conta no Twitter. 

“Um procedimento de destituição não se trata somente do que o presidente fez, mas também da ameaça que ele representa ao País se lhe é permitido permanecer no cargo”, acrescentou.

Biden é um dos elementos centrais do caso que culminou na abertura de uma investigação na Câmara dos Deputados contra Trump.

A denúncia anônima de um whistleblower do governo americano levou ao conhecimento de um telefonema que o presidente teve com o seu homólogo na Ucrânia, Volodmir Zelenski, para pressionar encaminhamento de investigações sobre Biden e a atuação de seu filho, Hunter Biden, em uma empresa ucraniana, investigada por corrupção.

Regularmente, Trump acusa seu rival democrata de ser um “corrupto”, mesmo não havendo provas.

Até esta quarta, Joe Biden estava sendo mais cauteloso do que os demais candidatos democratas a Casa Branca, que há semanas pediam a abertura de um processo de impeachment contra Trump.

Nesta quarta, o presidente respondeu as afirmações de Biden por meio de sua conta no Twitter.

“É tão patético ver o Dorminhoco Joe Biden (apelido que Trump usa para se referir ao democrata) que junto com seu filho, Hunter, e nas custas do contribuinte americano, roubou ao menos dois países para ganhar milhões de dólares, pedindo o meu impeachment – e eu não fiz nada de errado. A campanha falida de Joe não deu a ele outra opção!”. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.