AP Photo/Gerardo Carrillo
AP Photo/Gerardo Carrillo

Jogadores de futebol expressam solidariedade às vítimas do terremoto no México

Nas redes sociais, figuras como Javier Hernández e Chicharito pediram orações e enviaram mensagens de apoio aos afetados pela tragédia; papa manifestou ‘proximidade’ a ‘toda a querida população mexicana’

O Estado de S.Paulo

20 Setembro 2017 | 10h18

MADRI - Vários jogadores mexicanos que atuam em clubes europeus, como o meia Andrés Guardado e os atacantes Carlos Vela e Javier Hernández, se manifestaram pelas redes sociais para expressar solidariedade às vítimas do terremoto de 7,1 graus na escala Richter que atingiu o México na terça-feira 19.

Na Espanha, Guardado, do Betis, e Vela, da Real Sociedad, publicaram uma mensagem no Twitter com um pedido para que os seguidores rezem pelo país.

"Comovido com o que está acontecendo no meu México. Temos que nos unir para ajudar como possível. Muita força para todos! Força, México", disse Chicharito, do West Ham.

O atacante Raúl Jiménez, do Benfica, também utilizou as redes sociais para prestar solidariedade ao país natal. "Este é o momento de estarmos mais unidos do que nunca e é hora de demonstrar o quão fortes somos lado a lado. Rezem pelo México", escreveu.

Os três mexicanos do Porto, Diego Reyes, Miguel Layún e Héctor Herrera, ofereceram solidariedade aos afetados. "Hoje, mais do que nunca, temos que estar unidos. Muita força ao meu México querido, que mais uma vez fiquemos de pé. Sinto orgulho de ser mexicano. Aconteça o que acontecer, sempre estaremos de pé", comentou Reyes.

"Momentos difíceis nos fazem mostrar quem somos. A minha solidariedade a todo o meu país", afirmou Layún em sua conta no Twitter, por meio da qual pediu informações sobre como fazer doações para ajudar as vítimas.

Em mensagem de apoio e admiração pelos gestos de solidariedade, Héctor Herrera se disse "muito comovido pela reação que as pessoas estão tendo" no México.

Na Itália, o zagueiro Héctor Moreno, que defende a Roma, mandou força aos afetados. As mensagens também chegam da Bélgica, de onde o goleiro Guilhermo Ochoa, do Standard de Liège, buscou se informar sobre a tragédia, e da França, de onde o brasileiro Neymar pediu: "Oremos pelo México", em suas redes sociais.

+ Terremoto no México ocorre em dia de treino antissísmico

Fora da Europa, o atacante Giovani dos Santos, do Los Angeles Galaxy, se uniu às orações dos compatriotas. "Espero de verdade que todos estejam bem, estou em oração junto à minha família por todos os meus irmãos mexicanos", declarou.

Vaticano

O papa Francisco expressou sua "proximidade e oração a toda a querida população mexicana". "Ontem, um terrível terremoto assolou o México", disse o pontífice ao final da audiência geral no Vaticano.

"Vi que há muitos mexicanos hoje aqui entre vocês. Causou muitas vítimas e danos materiais. Neste momento de dor quero manifestar minha proximidade e oração a toda a querida população mexicana", completou.

Francisco pediu a todos os fiéis presentes que orassem pelos mortos e desabrigados pelo terremoto, que deixou mais de 200 vítimas, incluindo cerca de 30 crianças em uma escola

"Elevemos todos juntos a nossa prece a Deus para que receba os que perderam a vida, conforte os feridos, seus parentes e todos os desabrigados", disse. "Peçamos também por todos os funcionários dos serviços e de socorro que prestam ajuda às pessoas afetadas, que nossa mãe, a Virgem de Guadalupe, esteja próxima da querida nação mexicana", completou. / EFE e AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.