Jogadores franceses são indiciados por sexo com menor

Franck Ribéry e Karim Benzema disseram não saber que jovem tinha menos de 18 anos.

BBC Brasil, BBC

20 de julho de 2010 | 18h15

A Justiça da França indiciou nesta terça-feira os jogadores de futebol franceses Franck Ribéry e Karim Benzema nesta terça-feira por terem supostamente feito sexo com uma prostituta menor de idade.

O indiciamento é o primeiro estágio de uma investigação formal que pode levar os dois a um julgamento.

Pelas leis francesas, sexo pago com menores de 18 anos é crime, com pena de três anos de cadeia e multa de 45 mil euros (mais de R$ 100 mil).

Zahia Dehar, hoje com 18 anos, alega ter mantido relações sexuais em troca de dinheiro com Ribéry em 2009 e com Benzema no ano anterior. Ela disse que nunca revelou sua idade para os jogadores.

Defesa

Benzema e Ribéry estão entre os mais conhecidos jogadores de futebol na França.

O primeiro atua no Real Madrid, clube da Espanha, e Ribéry é titular do alemão Bayern de Munique - além de ter defendido a seleção francesa na Copa do Mundo, na África do Sul.

A advogada de Ribéry disse aos jornalistas em frente à delegacia onde o jogador foi interrogado nesta terça-feira que ele de fato manteve relações sexuais com uma jovem em 2009, mas que não sabia que se tratava de uma menor de idade.

"Se fosse um delito intencional, ele teria que saber a idade dela, mas não era esse o caso", disse a advogada Sophie Bottai.

"Ela teria que se parecer com uma menor, o que não era o caso. Ela teria que ter contado para ele que era menor de idade, o que não foi o caso."

O advogado de Benzema também repetiu a defesa de Ribéry.

Os jogadores foram interrogados em um inquérito sobre uma casa noturna de Paris, que estaria permitindo que prostitutas menores de idade trabalhassem no local.

Neste ano, 18 mulheres foram presas no Zaman Café, na região parisiense de Champs-Elysees, por suspeita de prostituição.

Apesar de fazer parte do inquérito sobre o Zaman Café, Zahia Dehar não está entre as mulheres presas na operação.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.