Jacquelyn Martin/Reuters
Jacquelyn Martin/Reuters

John Kerry reúne-se com Abbas para na Jordânia

Secretário de Estado dos EUA faz visita diuplomática para levar palestino e israelense à mesa de negociação

Agência Estado

28 Junho 2013 | 10h10

AMÃ - O secretário de Estado americano, John Kerry, reuniu-se nesta sexta-feira, 28, com o presidente palestino Mahmoud Abbas e pretende voltar a Jerusalém para mais negociações com os israelenses, como parte de sua mais recente visita diplomática ao Oriente Médio, que tem como objetivo levar os dois lados à mesa de negociação.

Kerry está usando Amã, a capital da Jordânia, como base para as negociações. Ele foi para Jerusalém na noite de quinta-feira para um jantar com o primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, que durou cerca de quatro horas.

O secretário de Estado e sua delegação voltaram para Amã na manhã desta sexta-feira. Por volta do meio-dia, ele foi para a área diplomática de Amã para um almoço com Abbas. "É bom estar de volta e eu estou ansioso por nossas negociações. Temos muito o que falar, obviamente, como você sabe", disse Kerry a Abbas.

Quando repórteres e fotógrafos foram conduzidos para fora da reunião, Kerry virou-se para Abbas e disse: "tivemos uma reunião longa e boa". A declaração foi uma aparente referência ao encontro com Netanyahu, na noite anterior. "Vamos voltar."

Funcionários do Departamento de Estado falaram pouco sobre os detalhes das conversas. Ficou claro, a partir do roteiro de viagem entregue à delegação, que Kerry vai voltar para Jerusalém, mas funcionários da chancelaria não confirmaram esta informação.

Kerry, que está em viagem de suas semanas pelo Oriente Médio e Ásia, saiu de Amã na noite de quinta-feira num comboio para uma viagem de cerca de 90 minutos até Jerusalém. Um helicóptero militar jordaniano sobrevoou o comboio durante o trajeto, de acordo com um repórter que obteve permissão para viajar com Kerry e sua delegação.

Netanyahu chegou cerca de uma hora atrasado ao encontro. Ele disse a Kerry que se atrasou porque participara da cerimônia de graduação de pilotos do Exército israelense.

As conversas foram diretas na maior parte do tempo, mas havia conselheiros presentes para outras questões. O jantar teve início às 21h30 (horário local), na suíte de um hotel em Jerusalém, e terminou por volta da 1h30 da madrugada desta sexta-feira. 

O Departamento de Estado não forneceu detalhes sobre as conversas, dizendo apenas que os dois tiveram "uma conversa produtiva, profunda e ampla" e que Kerry reiterou seu compromisso em trabalhar com todos os lados envolvidos para chegar a uma solução de dois Estados. Israel não divulgou informações sobre o encontro.

Funcionários do Departamento de Estado disseram que Kerry vai continuar a tentar encontrar pontos em comum entre os dois lados, que podem levar ao relançamento das negociações. Nesta viagem, Kerry tenta obter detalhes sobre as condições que Abbas e Netanyahu impõem para discutir medidas de construção de confiança. /AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.