Jordânia dá asilo a duas filhas de Saddam

A Jordânia concedeu asilo a duas filhas de Saddam Hussein e seus nove filhos, por razões humanitárias, disse nesta quinta-feira o ministro jordaniano da Informação, Nabil al-Sharif.Raghad Saddam Hussein e Rana Saddam Hussein chegaram hoje ao reino hachemita vindo de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, afirmou Sharif. O ministro disse que as filhas do ex-ditador iraquiano foram autorizadas pelo rei da Jordânia, Abdullah II, a entrar no país. ?São mulheres árabes que têm de esgotar todas as opções?, disse al-Sharif. No mês passado, um primo de Saddam, Izzi-Din Mohammed Hassa al-Majid, disse que tentar ajudar Raghad e Rana a obterem asilo na Grã-Bretanha, onde ele reside. Em resposta a esta declaração, foi divulgado um comunicado do escritório do primeiro-ministro dizendo que a Grã-Bretanha não consideraria dar asilo a membros da família Saddam, incluindo suas filhas, que poderiam ter cometido abusos contra os direitos humanos. Raghad, Rana e outra das irmãs, Hala, não desenvolveram vida pública nem foram acusadas de abusos, como é o caso de seu pai e de seus falecidos irmãos, Uday e Qusay. Raghad e Rana, ao contrário, foram vistas por muitos como vítimas da brutalidade de seu pai.Seus maridos, os irmãos general Hussein Kamel e Saddam Kamel, fugiram para a Jordânia em 1995 e anunciaram ter planos para derrubar Saddam. Ambos, que também eram primos de Saddam, foram atraídos de volta para o Iraque em fevereiro de 1996 e assassinados por ordem do então governante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.