Jordânia quer cadeira saudita no CS da ONU

A Jordânia está ansiosa por assumir a cadeira no Conselho de Segurança (CS) da Organização das Nações Unidas (ONU) recentemente rejeitada pela Arábia Saudita como resultado de divergências com os Estados Unidos. A afirmação foi feita hoje em Amã pelo ministro jordaniano da informação, Mohammed Momani.

AE, Agência Estado

11 de novembro de 2013 | 17h13

A ambição jordaniana ainda precisa ser endossada pela Assembleia Geral da ONU, mas a expectativa é de que o reino aliado de Washington concorra sozinho.

A Assembleia Geral da ONU aprovou a candidatura saudita em 17 de outubro, mas o país logo depois tomou a inédita iniciativa de rejeitar a cadeira no CS da ONU em meio a divergências com os EUA.

Momani disse hoje que a Jordânia está "em consulta" com outros países árabes, com os EUA e outros aliados em busca de apoio à candidatura.

A data de votação para a reposição da cadeira saudita ainda precisa ser marcada, mas tem de acontecer antes do fim do ano, já que o mandato do próximo ocupante começa em 1º de janeiro. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.