Jordaniano condenado por planejar ataques na Alemanha

Um jordaniano condenado por ajudar no planejamento de atentados terroristas contra alvos na Alemanha recebeu uma sentença reduzida de quatro anos, depois de fornecer informações sobre o grupo islâmico radical a que era filiado e seus laços com a Al-Qaeda. Shadi Abdellah, um palestino com cidadania jordaniana e que já trabalhou como guarda-costas de Osama bin Laden, é um dos nove supostos membros da célula terrorista Al Tawhid, presos ano passado na Alemanha.A justiça de Düsseldorf disse que a pena de apenas quatro anos (em um máximo de 10) recompensa Shadi por seu testemunho sobre a célula terrorista, os alvos visados pelo grupo e os meses que passou como ?confidente? de Bin Laden e outras figuras importantes da Al-Qaeda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.