Jordaniano mata a irmã para "limpar a honra da família"

Uma mulher grávida de oito meses foi assassinada a punhaladas por seu irmão, que confessou à polícia o crime, cometido para "limpar a honra da família". A vítima tinha 25 anos e, de acordo com fontes oficiais jordanianas, estava na cozinha de sua casa com o irmão quando recebeu mais de 20 punhaladas em diferentes partes do corpo. Após cometer o crime, o homem ligou para a polícia e esperou que os agentes chegassem. Segundo as primeiras informações, a moça tinha se casado há um ano com um egípcio, sem o consentimento da família. A mulher retornou à Jordânia para dar à luz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.