Jordanianos protestam contra Powell

Enquanto o rei Abdullah II da Jordânia recebia o secretário de Estado norte-americano, Colin Powell, em seu palácio, outros jordanianos mostravam-se menos hospitaleiros."Powell, você não é bem-vindo na Jordânia", gritavam cerca de 500 pessoas em um protesto realizado no distrito de Shmeisani, de Amã. A multidão queimou bandeiras dos EUA e de Israel e gritou também frases como "Morte à América" e "Morte a Bush".Os manifestantes, que consideram os EUA um aliado cego das ações militares israelenses nos territórios palestinos ocupados, marcaram seu protesto para fazê-lo coincidir com uma reunião entre Powell e o rei Abdullah sobre a crise palestina.Powell chegou à Jordânia, nesta quinta-feira, em seu tour pelo Oriente Médio. A viagem do secretário tem como principal objetivo o reinicio das conversações de paz entre Israel e os palestinos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.