Jordanianos vão às ruas para pedir a renúncia de premiê e Mubarak

Al-Bakhit tomou posse após antecessor ser demitido na semana passad

AE, Agência Estado

11 de fevereiro de 2011 | 11h48

AMÃ - Dois grupos distintos, compostos por centenas de jordanianos, realizaram nesta sexta-feira, 11, protestos na capital Amã. Um grupo pedia a renúncia do novo primeiro-ministro, Marouf al-Bakhit, enquanto o outro queria a saída do presidente do Egito, Hosni Mubarak.

Cerca de 400 jordanianos de esquerda protestaram pela saída de Al-Bakhit, pois defendem a eleição direta para o cargo. Em outro lado da capital, cerca de 400 partidários do grupo fundamentalista Irmandade Muçulmana pediam a queda de Mubarak gritando: "Hosni Mubarak, vá embora, o mundo árabe está em chamas".

O gabinete de Al-Bakhit tomou posse na quarta-feira, uma semana depois de seu antecessor ter sido demitido, em meio a reclamações de que não estava realizando reformas na velocidade esperada. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Jordâniaprotestossaídapremiê

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.