Jornais franceses comentam os protestos contra a CPE

Os protestos estudantis contra o projeto de lei trabalhista do governo francês e a greve geral marcada para a terça-feira são destaque nos principais jornais da França nesta segunda-feira. O diário Le Monde chama de ?estanha comédia? a atuação do premiê Dominique de Villepin na sexta-feira, quando se reuniu com líderes sindicais contrários ao projeto. ?O resutado? Zero?, diz o jornal, afirmando que ele fez apenas duas concessões, uma delas a de continuar as negociações após os protestos desta semana. ?Brincar com o fogo nunca é uma boa política?, conclui o jornal. O Libération, por sua vez, mostra em sua capa uma charge de um gigante Villepin sendo despedaçado por pequenos manifestantes e grevistas e levando um confuso presidente Jacques Chirac em sua cabeça. O ministro do Interior, Nicolas Sarkozy, que não manifesta grande apoio ao projeto de Villepin, aparece na charge mordendo sua perna. ?Aviso a Villepin?, diz a manchete. Em seu editorial, o jornal diz que o primeiro-ministro está buscando uma vitória ?de longo prazo?. ?Ao adotar uma linha intransigente, Villepin está claramente apostando que o movimento contra o projeto perderá seu fôlego... ou perderá credibilidade por sua aliança com baderneiros?, diz o jornal. ?O que ele pretende é uma derrota simbólica das organizações de esquerda?, afirma o editorial, comparando sua postura com a da ex-primeira-ministra britânica Margaret Thatcher.

Agencia Estado,

27 Março 2006 | 11h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.