Jornais vencem Pulitzer por revelar espionagem da NSA

Os jornais The Washington Post e The Guardian venceram nesta segunda-feira o prêmio Pulitzer, um dos mais importantes do jornalismo mundial, por revelarem ao público os esforços de espionagem do governo dos Estados Unidos com base em uma série de documentos secretos concedidos pelo ex-colaborador da Agência Nacional de Segurança (NSA, na sigla em inglês) Edward Snowden.

AE, Agência Estado

14 de abril de 2014 | 19h41

As reportagens vencedoras contaram os detalhes sobre os programas de espionagem da NSA, que recolheram milhões de dados telefônicos e e-mails de cidadãos norte-americanos e de outros países com a justificativa de tentar impedir outro ataque terrorista como o de 11 de setembro de 2001.

Os jornalistas premiados foram Glenn Greenwald, Laura Poitras e Ewan MacAskill, do The Guardian, e Barton Gellman, do Washington Post.

Snowden, que atualmente vive asilado na Rússia, comemorou o resultado da premiação. "Eu saúdo os bravos repórteres e seus colegas, que continuaram trabalhando apesar da intimidação, incluindo a destruição forçada de materiais jornalísticos, o uso de leis inadequadas de terrorismo e de outros tantos outros meios de pressão para fazê-los parar", escreveu em um comunicado divulgado pela Fundação pela Liberdade de Imprensa. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EuaPulitzerespionagem

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.