Jornal britânico diz que Bin Laden comprou armas nucleares

A edição de hoje do jornal britânico Times traz a notícia de que Osama bin Laden e sua organização terrorista Al-Qaeda adquiriram armas nucleares para um possível uso na guerra contra os EUA. Segundo o Times, o regime taleban obteve ilegalmente, junto ao Paquistão, material para produzir armamento nuclear. No entanto, pouco depois de o jornal britânico divulgar sua versão, o chefe das Forças Armadas britânicas, general Adam Ingram, descartou a possibilidade de que Bin Laden tenha a tecnologia necessária para construir armas nucleares. De acordo com o diário inglês, os agentes de Bin Laden negociaram ou roubaram o material nuclear para atacar países do Ocidente e, segundo fontes do serviço secreto, os talebans possuem uma quantidade "terrível" desse tipo de armamento. Os serviços de inteligência já haviam demonstrado sua preocupação com a possível obtenção de material altamente radiativo por Bin Laden, afirmando que em uma cidade este material poderia matar centenas de pessoas e deixar outros milhares expostos à radiação letal. Esta semana, dois cientistas que trabalhavam no setor nuclear do governo do Paquistão foram detidos como suspeitos de receberem ordens do regime Taleban. Um destes cientistas, Bashir uddin Mahmood, era o diretor do programa nuclear paquistanês antes dos testes de 1998 enquanto que Chaudry Abdul Majid era o chefe da comissão nuclear em 1999. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.