Jornal chinês critica mentalidade militar do país

A mentalidade militar chinesa está ultrapassada e as Forças Armadas do país deveriam aprender com outros países, especialmente com os Estados Unidos, para modernizar sua atuação, afirmou um jornal militar no domingo.

REUTERS

15 de agosto de 2010 | 12h26

Uma coluna do Diário do Exército de Libertação disse que a modernização das Forças Armadas da China é fundamental para o país, que recentemente fez grandes investimentos em armas de alta tecnologia e jatos avançados.

A China vem reduzindo suas Forças Armadas, as maiores do mundo em número de soldados, nos últimos anos, numa tentativa de criar um corpo mais eficaz para fazer frente ao Japão e Taiwan, que recebem suprimentos norte-americanos, como também aos próprios Estados Unidos.

Mas isso precisa de criatividade e de uma mentalidade mais aberta, disse o jornal, o que pode representar um problema.

"Como existe uma influência forte da mentalidade conservadora na cultura chinesa tradicional, a tarefa de renovação da cultura e mentalidade de nossas Forças Armadas será extremamente árdua", afirmou o jornal.

A China terá que "aprender com a experiência das culturas de informação de Forças Armadas estrangeiras", disse o jornal.

Tudo o que sabemos sobre:
CHINAMILITAR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.