Jornal de filho de Saddam diz que EUA atacarão Iraque

O jornal iraquiano Babil, de propriedade de Oday Hussein, filho do presidente Saddam Hussein, publicou hoje um editorial na primeira página prevendo que os Estados Unidos atacarão o Iraque no final do ano. "Bush, o filho, tentará concluir a tarefa iniciada por seu pai, que não conseguiu derrubar o governo iraquiano durante a Guerra do Golfo de 1991" diz o diário, referindo-se ao atual presidente dos EUA, George W. Bush, e seu pai, o ex-presidente George Bush. O Babil afirmou também que os Estados Unidos suspenderão seus ataques contra o Afeganistão nas próximas semanas devido ao inverno (boreal) e ao que considerou a crescente oposição dos países islâmicos e de outras nações. "Em troca, os norte-americano canalizarão sua atenção ao Iraque e lançarão um novo ataque. Isso poderia ocorrer no mês do Ramadã", diz o editorial, aludindo ao mês sagrado islâmico que começa em meados de novembro. O jornal disse ainda que Washington usará a série de ataques com antraz nos Estados Unidos e o rechaço de Bagdá aos planos de revisar as sanções da ONU contra o regime como pretexto para atacar o Iraque. No início desta semana, o ministro do Interior da República Checa confirmou que um dos seqüestradores suicidas que participaram do ataque terrorista de 11 de setembro nos Estados Unidos reuniu-se, em Praga, com um alto funcionário da inteligência iraquiana em abril. No entanto, investigadores norte-americanos indicaram que ainda não é possível vincular Saddam Hussein aos atentados em Nova York e Washington. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.