Jornal denuncia fraude em contrato para construção de casas na Venezuela

O acordo para construção de 10 mil casas populares na Venezuela, assinado em dezembro entre o governo argentino e o presidente Hugo Chávez, contém irregularidades, informou ontem o jornal Clarín. De acordo com o diário portenho, o projeto foi concebido para favorecer empresários ligados à presidente Cristina Kirchner (foto).

O Estado de S.Paulo

08 Maio 2012 | 03h03

A Construções Latinoamericana (Conlat), responsável pela obra, foi criada 25 dias após a assinatura do acordo. Os três sócios proprietários da empresa argentina são da Província de Santa Cruz, na Patagônia, o feudo político da presidente. Além disso, eles estão na lista dos contribuintes da campanha presidencial de Cristina no ano passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.