Jornal divulga suposto diário de mãe de Madeleine

Um jornal português noticiou ontem ter tido acesso ao conteúdo de um suposto diário de Kate McCann, mãe de Madeleine - menina britânica que desapareceu em maio, às vésperas de completar 4 anos, do quarto de um hotel em Portugal. Segundo o jornal português Correio da Manhã, em seu diário, Kate diz-se "esgotada" pelos cuidados com os três filhos - além de Madeleine, os McCann têm um casal de gêmeos de 2 anos.Na semana passada, Kate e o marido, Gerry McCann, tornaram-se os principais suspeitos do desaparecimento. A principal evidência teria sido o resultado de testes de um laboratório britânico a partir de material coletado no porta-malas do carro alugado pelo casal 25 dias após o desaparecimento da menina. Embora as autoridades nada confirmem, a polícia investiga a hipótese de que a menina tenha sido morta acidentalmente pelo casal.De acordo com o jornal português, Kate queixa-se constantemente de seus filhos e descreve Madeleine como uma criança cujo "excesso de atividade" lhe consome as forças. Ela também reclama de que seu marido não a ajuda nas tarefas domésticas. A reportagem também afirma que Kate relatou em seu diário as horas anteriores ao desaparecimento de Madeleine. Uma das possibilidades levantadas pela imprensa é a de que os McCann teriam sedado seus filhos para poderem ir jantar. Com isso, Madeleine teria sofrido uma reação alérgica ou overdose do sedativo. O Correio da Manhã - um jornal de linha editorial popular - informa que a polícia portuguesa teve acesso ao diário dois meses atrás. Na época, não houve apreensão dos textos, mas, segundo o jornal, a polícia deve pedir em breve a anexação do diário às provas.Madeleine sumiu quando dormia com os irmãos gêmeos no quarto do Resort Ocean Club, em Portimão, sul de Portugal, enquanto os pais jantavam com amigos. Os pais da menina retornaram à Grã-Bretanha no domingo com os gêmeos. Se forem indiciados formalmente, os dois terão prazo de cinco dias para apresentarem-se às autoridades portuguesas.Ontem, o casal McCann reuniu-se com assistentes sociais do governo britânico para discutir o caso de Madeleine e também analisar a situação atual dos gêmeos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.