Jornal do Vaticano adverte sobre drama de "inocentes pisoteados"

O jornal L´Osservatore Romano, do Vaticano, adverte que não é lícito "cobrir com o silêncio" o drama dos povos "inocentespisoteados, martirizados e profanados". Ao referir-se à jornada de orações pela paz na TerraSanta no domingo, o jornal adverte que "justamente quando aintransigência e a perversidade tornam vã a busca do diálogo edo acordo, a oração se torna o recurso comum, que se podecompartilhar, e à qual podem recorrer todos os homens de boavontade". O L´Osservatore disse que "a consciência dos cristãosse encontra perdida e angustiada perante a tragédia que nestemomento se está consumando nos lugares onde Jesus sofreu, morreu e ressuscitou", em alusão ao grave conflito armado no Oriente Médio. Citando o papa João Paulo II, o jornal disse que "alionde fracassam as armas e a diplomacia, o coração de Deus podemudar o coração dos homens". Ao mesmo tempo, a assessoria de imprensa da Basílica deSão Francisco, em Assis (Itália), anunciou que, pela terceiravez na história, a tumba de São Francisco, localizada no móduloinferior da basílica, permanecerá aberta no sábado à noite parauma vigília de orações em favor da "paz no Oriente Médio".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.