Jornal pede desculpa por sugerir morte de presidente

Um jornal da pequena cidade americana de Warren, no Estado da Pensilvânia, pediu desculpas ontem pela publicação de um anúncio publicitário que sugere a morte do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.O editor do Warren Times Observer, John Elchert, disse que o anúncio foi publicado na edição de quinta-feira, com a frase "Obama pode seguir os passos de Lincoln, Garfield, McKinley e Kennedy!". Os quatro ex-presidentes mencionados no anúncio foram assassinados.Segundo Elchert, os criadores da propaganda não fizeram a associação histórica deliberadamente ao criar a peça. Na edição de ontem, o jornal publicou uma nota na qual pede "desculpas pelo descuido".Mesmo fazendo a retratação pública, os responsáveis pelo Warren Times Observer tiveram de prestar informações à polícia do Estado da Pensilvânia.Agora, o serviço secreto americano está investigando os antecedentes da equipe que criou o anúncio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.